sábado, 22 de julho de 2017

Liga Pauper

Liga Pauper

Senhores jogadores, quem gostaria de começar a jogar Magic de um modo competitivo e sem gastar quase nada ?

Então esse é o evento certo para você! Será uma Liga curta com duração de quatro semanas, com vagas limitadas, que acontecerá aos sábados, às 15:00 horas, para dar início à comunidade Pauper Standard na Liga Arena.

Regulamento:

1º Na primeira etapa o jogador ganha um deck no formato pauper stand, com 60 cartas e joga um evento com 4 rodadas em melhores de 3 partidas no formato suíço.

2º Na segunda, terceira e quarta rodada cada jogador terá um crédito de R$10,00 pra gastar em carta pauper comum de sua escolha no site da Liga Arena, pra incrementar seu deck.

3º Inscrição de cada etapa custará R$10,00

4º A cada etapa você ganhará um prêmio diferente:

Etapa 1: Cada inscrito ganha uma deck box da League Hora da Devastação
Etapa 2: Cada inscrito ganha um dado de 20 lados de Hora da Devastação
Etapa 3: Cada inscrito ganha um dado de 4 lados temático de Hora da Devastação
Etapa 4: Cada inscrito ganha uma carta promo.

4º Ao final da Liga Pauper, o melhor colocado do ranking ainda leva uma Porção de Fritas.

Sistema de pontuação para o ranking da Liga Pauper:
- Trazer um novo jogador
- Participação
-Vitórias.


Esperamos você!!

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Falando de Pauper!

Olá caros amigos, estou eu aqui de volta, seu parceiro Cristiano Melo ("Pretiano") equipe LA falando mais uma vez do meu, do seu, no nosso querido e amado Pauper.

Meu artigo de Hoje aborda um assunto interessante para os amantes do formato, sendo você Jogador ou Lojista, isso mesmo você lojista! Caro amigo que proporciona local e espaço para nós nerds podermos jogar e nos divertir.

Aos iniciantes do Magic, não se deixem desanimar porque ainda não tem condições de ingressar no Modern, Legacy, Standard ou Comander, saiba que o Pauper é tão divertido quanto é competitivo, o melhor para quem está começando nesse mundo, BARATO!!!

Abaixo apresento um bom exemplo de como iniciar:

Deck MonoGreen STOMPY 2017


Sideboard (15 cartas)



Por menos de 200,00 jogador, você terá em mãos um deck de jogabilidade fácil, agressivo e que faz resultados em um campeonatos, sem falar na diversão é claro, falemos dele um pouco,  deck rápido agressivo que conta com pumps (mágicas de aumento de poder de criaturas) algumas sendo tratadas como remoção, no caso de Confronto Épico, e outras de proteção como Trepadeira de Matavasta que da proteção para sua criatura ou impedir que a 

criatura do oponente receba algum benefício, pois a carta diz ( a criatura alvo não pode ser alvo de mágicas ou habilidades que seus oponentes controlam...que quer dizer....se seu oponente tentar anexar um encantamento ou fazer alguma mágica que beneficie a criatura dele, em resposta você utiliza essa carta na criatura, e essa mágica ou habilidade que o oponente controla, irá perder o alvo, deixando seu oponente muito frustrado.

Tem criaturas de curva de mana baixa, que são muito fortes como, por exemplo, Sentinela da Urtica, custo G e é uma criatura 2/2 que desvira toda vez que você joga uma mágica verde, você pode bater e depois na segunda fase principal, conjurar uma mágica verde e assim desvira-lo para poder usar como bloqueador, resumindo.... É um deck com base em criaturas de curva de mana baixa, e com poder relevante no formato, e ainda contam com mágicas de fortalecimento para ficarem ainda mais poderosas e assim finalizar rapidamente um oponente desprevenido, sendo uma boa opção pra se começar, um excelente custo benefício, pode confiar.

Nessa hora o amigo lojista deve estar se perguntando, e para o Lojista?

Porque aderir ao formato Pauper e torna-lo regular em sua loja?

Sejamos Sinceros, Magic por mais legal e divertido que seja, é um jogo elitista, nem todos possuem recursos o suficiente para ingressar no Modern, Legacy ou montar um deck Tier 1 do momento, e que esta jogando no Standard, o que dificulta o ingresso de pessoas que querem participar de campeonatos competitivos, mas que não disponibilizam ou não desejem disponibilizar tantos recursos.

A resposta para isso é o nosso Pauper!

Veja as vantagens lojista.

É o melhor formato de ingresso no mundo de Magic, pois o valor dos decks são bem acessíveis (como mostrado acima), o que é um grande incentivo para quem está começando e não tem como gastar muito pra montar um deck.

Diversidade de formatos aumenta o fluxo de pessoas participantes de campeonatos em sua loja

Mais pessoas na loja significa maior giro de mercadorias, por parte em premiações, seja por booster ou credito em loja, isso de acordo com as regras do seu estabelecimento.
Além disso, o aumento de fluxo de pessoas, é muito bom se seu estabelecimento oferece outros produtos como, HQ, Mangá Livros, Board Game e além de é claro uma Lanchonete, afinal nerd também come.

Por ser um formato barato, ele pode proporcionar que novos jogadores conheçam e  se aprofundem no mundo do Magic, se tornado uma porta de entrada para que esses novos jogadores ingressem em outros formatos.

Logicamente deve haver muitos outros pontos positivos, além dos que apontei acima, porém foquei em alguns que podem ser os mais relevantes para que haja incentivo a esse formato, que na minha humilde opinião, não perde em nada para os outros, é uma pena que o Pauper IRL não é considerado um formato oficial pela Wizards, porém lembrando que você lojista deve procurar conhecer o Nacional Pauper, se pretende colocar esse formato com regularidade em sua loja, pois esse é o maior incentivo que temos no Brasil para atrair os amantes do formato no momento, fica a dica.


Aqui me despeço. Um abraço do Pretiano e espero que esse post sirva de luz para que o nosso Pauper consiga brilhar cada vez mais.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Standard - Pós Hora Da Devastação

Fala galera que siga a Liga Arena, beleza????

Bom, como vocês devem estar esperando, a Equipe da Liga Arena ainda não fez um artigo sobre o formato Padrão com a entrada de Hora da Devastação, e o motivo é simples, eu acabei esperando o primeiro SCG Open passar para poder falar, claro, assim também podia proteger meus sonhos mais loucos de 5 Color Control (que eu falei por várias vezes na loja que ia ver jogo), e assim poder falar de verdade o que eu achava que ia rolar, e o que eu achava que ia MELHORAR.

A respeito do que eu acreditava que ia ser visto de volta era o famigerado UW Monument, é isso mesmo, o deck já tinha aparecido na semana depois do banimento do Aetherworks Marvel, mas agora deveria aparecer com força total, afinal de contas, é um deck Tempo muito agressivo, que ganha tem um fim de jogo excelente com Dusk // Dawn. Também esperava ver Temur, em suas versões Emerge e Energy/Aggro, e provavelmente alguma sobra de BG Energy, mas já não esperava muito isso não.

O que eu esperava ver de novo??? Bom, como eu falei, eu sinceramente acho que vai aparecer uma lista de 5-Color Control, talvez seja boa, talvez seja ruim, mas acho que tem espaço para acontecer, não é a toa que um “4-Color Control” ganhou! :P (brincadeira!!!), também esperava ver as interações de cartas com Eternalize em listas Temur Emerge, vide Champion of Wits, e algumas outras cartas que eu sabia que tinham potenciais para aparecer, como Supreme Will, que sinceramente, é uma das minhas cartas favoritas da edição.

O que então fica mais forte com Hora da Devastação????

Sinceramente? Não muita coisa, alguns decks ganharam algumas cartas novas, mas nada que fosse significante para mudar completamente como o deck se posicionava, Ammit Eternal é um Zumbi bacana por 3 manas, mas difícil competir com Diregraf Colossos, assim como Dreamstealer não é o melhor drop 3 para o BG, quando você pode fazer Rishkar, Peema Renegade e TirelessTracker.

É claro que o UR Control ganha uma arma sensacional na forma de Hora da Desvatação, que consegue resolver um board complicado com Planeswalkers resolvidos do outro lado, e um outro pseudo contra mágica, em Supreme Will, como eu falei, um carta muito forte que combina Mana Leak e Impulse (saudades!)

O que surge de novo (de novo)???

Emerge e Control. Isso mesmo. Emerge e Control.

Se tinha uma cola que faltava para Emerge virar tier 1 era uma forma de comprar cards no late game e conseguir ainda assim ativar os Prized Amalgam era o Champion of Wits, essa carta simplesmente faz tudo que o deck precisa, compra cartas, descarta Kozilek’s Return e as criaturas que voltam, no late game entra no jogo vindo do cemitério, compra mais carta, descarta o irrelevante ou o excesso e tem um corpo melhor ainda, sem contar que fazê-lo no turno 3 significa ainda poder fazer Elder Deep Fiend no turno 4, pois é, tudo que o deck realmente precisava. Nota 10 para essa carta que ainda está baratinha! <3

E Control, pois é, os jogos da Final do SCG Open Cincinnati não foi o jogo mais normal da história para o UW Monument, nem para o Control, de um lado tinha Dusk para nada, para tentar voltar as criaturas no turno seguinte, e isso deu certo TRÊS VEZES !!!!!!!!, e do outro, um control que não usava nem 4, nem 3, nem 2, Torrential Gearhulk, usava apenas 1, isso mesmo, UM!, e uma build totalmente não convencional usando Dovin Baan, que ainda que estranho, fez Double Duty eliminando Selfless Spirit, já que a lista usava Fumigate para ganhar vida, ao invés de Hora da Desvatação que causaria dano nos planeswalkers como o já mencionado Dovin; Jace Unraveler of Secrets e Nahiri, the Harbinger. O deck ainda tinha uma cópia de Nicol Bolas, God-Pharoh como a única carta “preta”.

A lista 5 Color Planeswalker do Todd Stevens nada mais é do que uma lista de Temur Energy com 4 Oath of Nissa e alguns planeswalkers off-color, como Nahiri e Nicol Bolas, acabou não fazendo top8, mas conseguiu chegar num top64 (35º).

O que surge de novo, e para muito tinha deixado saudade?

RDW. RED. DECK. WINS.

Talvez não na sua versão mais agressiva, talvez não na sua versão mais eficaz, mas uma versão muito boa ainda assim. O deck utilizava nada menos do que 9 desertos, sendo que 5 deles não adicionavam mana vermelha, mas todos os 9 permitiam cartas como Thought-Knot Seer e Reality Smasher, isso mesmo, dois Eldrazis corpudos fazendo aparição num deck vermelho.

Para mim, a cola desse deck é o deserto Ramunap Ruins, e a interação de conseguir levar o oponente de 5 de vida, a 0 com Sunscorched Desert, pois é, tem até ele explicando isso na deck tech dele com o Nick Miller (https://www.youtube.com/watch?v=hfHiWXqKuPY )
Também vale falar da outra carta de Eternalizar que entrou no deck. Earthshaker Khenra, além de ter ímpeto, ainda consegue potencialmente tirar um bloqueador, tanto no começo do jogo, como no final. Parabéns para essas cartas com Eternalizar!!!!

Uma última coisa para falar é sobre o Mardu. É Mardu.

A lista do Mardu permanece praticamente igual. Algumas listas começaram a usar Glorybringer, simplesmente porque né, Glorybringer é absurdo!, e houve também a adição de Abrade e/ou Cut // Ribbons em algumas listas.
É interessante dizer que Abrade é uma arma absurda contra Mardu, ela consegue matar praticamente todas as criaturas do deck, e ainda consegue se livrar dos carrinhos, mas ainda assim, haviam 2 Mardu no top16, e um terceiro em 18º. Parece que Gideon e seus veículos ainda vão dar algum trabalho.

O que eu acho que vai ser daqui para frente, e o que você amiguinho pode tentar usar no CLM ....

Control, sim, control, eu sou apaixonado por build com counters e draw, amo fazer o estilo Draw-Go, e se você assim como eu, acha isso sensacional, prepara-se, tenho certeza que em algum canto do Japão, Shoota Yasuoka está nesse momento fazendo um Brew sensacional de Grixis, afinal de contas, ele já ganhou um Pro Tour (Kaladesh) de Grixis, porque não tentar de novo ????? Não acho que a base é esse 4 Color estranho que ganhou, acho que 3 Gearhulks ou 4 sejam o convencional, existem counters bons e draws efetivos no formato, bons sweepers e ótimos planeswalkers, basta achar a combinação certa.

Aggro, acho que o Aggro do formato ainda está nas mãos do Mardu. O deck é explosivo o suficiente para continuar alcançando o topo, e o sideboard desse deck é uma transformação e tanto.

Combo?!?! Bom, não falando das listas malucas do Tulio Laudy no Magic Online, mas sim de Temur ou 4 Color Emerge, o deck está melhor do que nunca, e com certeza o acesso a várias cores permite um sideboard para combater qualquer ameaça.

Midrange, Bg. Apesar de não gostar do deck, e achar que ele perdeu muita força, simplesmente porque os outros decks são melhores, ele ainda é o rei dos midranges do formato.

Go-Wide, parece que isso fica como uma determinação nova, mas acho que precisávamos cria-la para o UW Monument, o acesso a criaturas baratas com ótimo valor, o custo reduzido com Oketra’s Monument e acesso a pequenas interações que seu oponente pode estar despreparado, como virar as pistas e fazer um Metallic Rebuke pagando apenas 1 mana azul, mantém esse deck com uma abordagem bem diferente do que estávamos vendo no formato, principalmente porque os 2-card Combos não permitiam isso. Vide formato pré ban de Gato + Saheeli e Aetherworks + Ulamog/Emrakul.

E ahhhhhhhhhh tem uma última coisa para falar antes de terminar esse praticamente interminável artigo....

Rg Ramp, é isso mesmo coleguinha, é a lista que eu vou deixar aqui para vocês verem :

G/R Ramp por Michael McClure – 37º Lugar

Abrade
Sideboard



Qual a ideia disso? Fazer Ulamog, The CeaselessHunger tão rápido quanto turno 6! É, isso mesmo. Hora da Promessa deixa você buscar 2 terrenos quaisquer no deck, e se você é um cara de sorte, e conseguiu fazer essa mágica nova no turno 5, já com 1 ou 2 Shrine of the Forsaken Gods, parabéns !!!! Aetherworks foi embora, mas os Eldrazi, ainda não !!!!!!!

Para quem vai no CLM, boa sorte e nos vemos por lá !!!! :D

Para quem não vai, torce para Equipe Liga Arena, que vai jogar TODOS os formatos !!!!!!!!! <3 

terça-feira, 18 de julho de 2017

Trincheiras do Commander - Combei... Ok? 4.0

Boa Tarde galera, estou de volta e hoje é dia de combar, com o nosso querido Commander Multplayer, e mais uma vez trago pelo menos um combo utilizando algumas das novas cartas.

Não viu os combos anteriores? então dá uma olhada o que tem de bom..

Combei... Ok? 1.0

Combei... Ok ? 2.0

Combei... Ok? 3.0

 Vamos combar com os deuses??

O Primeiro é O Deus Gafanhoto / The Locust God + Subcorrentes Medonhas / Dire Undercurrents + Pandemônio / Pandemonium 


As cartas por si só já se explicam, pois quando você compra uma carta, desencadeia habilidade do Deus Gafanhoto, que coloca em campo uma ficha de criatura inseto 1/1 vermelha e azul com voar e impeto, essa criatura desencadeia simultaneamente as habilidades de Subcorrentes medonhas e Pandemonium, com Pandemonium você pode causar 1 ponto de dano em um jogador ou criatura, e com subcorrentes, devido ao nosso inseto ser azul te permite fazer com que o jogador alvo compre uma carta, assim completa o ciclo, já que assim o deus gafanhoto faz outro inseto quando você compra uma carta.
O mais legal desse combo é que você mata um ou dois oponentes com o dano de pandemonium, e outras com as fichas já que elas tem impeto.
Nesse combo é interessante você ter em seu deck algumas cartas que te permitam descartar cartas da sua mão além de antigos Eldrazis, que fazem o seu cemitério ser embaralhado quando é colocado no cemitério, um bom comandante para se utilizar esse combo é Nekusar, the Mindrazer.

Krenko, Chefe da Turba / Krenko, Mob Boss + Alarme de Intrusos / Intruder Alarm


Já que estamos falando em muitas criaturas com essa combinação é incrível pois ao mesmo tempo que seus oponentes imaginam que você está fazendo um lock de criaturas, você esta completando o seu combo, pois basta virar Krenko para gerar 1 goblin (caso você não tenha nenhum outro em campo), quando ele entra em campo, você desvira o Krenko, então basta virá-lo novamente e assim gerar 2 goblins, e continuar o ciclo de forma exponencial, agora é so fazer uma mágica ou encantamento de impeto para as suas criaturas e bater milhõeeeeeessss.

Conspiração / Conspiracy +  Anjo da Restauração / Restoration Angel + Câmara de Gênese / Genesis Chamber


Esse combo pode ser muito bem aproveitado em decks como Teysa, Herdeira de Orzhov / Teysa, Orzhov Scion, inclusive ele pode te ajudar a limpar o campo dos adversários.
Funciona assim, quando conspiracy entra em campo você escolhe um tipo de criatura (não escolha anjo), todas as criaturas em campo, cemitério sua mão e grimório são do tipo escolhido, com câmara de genesis em campo você conjura Anjo da restauração (que não será anjo), e quando ele entra em campo"você pode exilar uma criatura não anjo que você controla, depois retorne essa carta de criatura ao campo de batalha sob o seu controle", então você escolhe o próprio anjo da restauração como alvo e fica fazendo blink, e a cada blink, câmara de genesis faz uma ficha, caso seu deck seja de Teysa, você ainda pode usar essas fichas para  sacrifício à Teysa e exilar criaturas dos oponentes.

Conspiração / Conspiracy também pode combar dessa forma em decks com verde de aliados ou não aliados desde que tenham Patrulheiro de Virapau / Turntimber Ranger



Dessa vez precisamos escolher aliados quando conspiracy entrar no campo de batalha, em seguida é só conjurar Patrulheiro, e quando ele entrar no campo de batalha por ser um aliado você pode criar uma ficha de lobo 2/2 verde, porém esse lobo não será mais lobo e sim um aliado, e repetir o processo quantas vezes você quiser, sem contar que cada vez que fizer isso você ainda coloca um marcador +1/+1 no patrulheiro.

e Claro não podia faltar o combo incolor, e para isso precisamos de  Manto de Morte dos Nim / Nim Deathmantle + Altar de Ashnod / Ashnod's Altar Esfera de Batalha Myr / Myr Battlesphere ( qualquer criatura que coloque 2 ou mais fichas)



Agora basta você ter as 3 peças em campo e pelo menos uma das fichas do Esfera de Batalha Myr, agora é só sacrificar uma ficha para o Altar e assim gerar 2 manas incolores, agora sacrifique Esfera de Batalha para gerar mais 2 manas, com essas 4 manas ative a habilidade do Manto de Morte dos Nim, escolhendo a Esfera de Batalha como alvo assim ela volta ao campo de batalha equipada com o Manto e faz 4 fichas de Myr 1/1, agora é só repetir o processo.

E para Finalizar escolhi a combinação de 3 cartas qua não são exatamente um combo, porém possuem uma sinergia muito forte.

Abismo Sombrio / Dark Depths + Espelho das Miragens / Mirage Mirror + Titã de Sol / Sun Titan



Com pelo menos Dark Depths e Mirage Mirror no campo basta fazer com que espeelho das miragens se torne uma cópia de Abismo Sombrio, assim ele não terá nenhum marcador, porém você precisa resolver a regra de lendas, por isso você escolhe manter em campo espelho das miragens que se tornou uma cópia, sacrificando Abismo Sombrio original, agora você sacrifica a cópia para fazer a ficha de Ficha Marit Lage / Token Marit ficando com uma criatura 20/20 com indestrutível e voar. depois é só atacar ou conjurar Titã do Sol, para recuperar as espelho das miragens e depois dark depths, mas não se esqueçam que essa ficha é lendária por isso não façam outra antes de que a primeira saia de campo.
Bom Galera vou ficando por aqui, e espero que tenham gostado de destas combinações que acabam com amizades, mas fica o recado...



domingo, 16 de julho de 2017

Draft Hora da Devastação - Análise

Olá galera que acompanha a Liga Arena!!

Com a chegada de Hora da Devastação nada melhor do que participar de um Draft, e por isso dessa vez eu, Julio De Biasi, integrante da Equipe Liga Arena decidi gravar o meu primeiro draft dessa edição!

Gravei o Draft e as 3 partidas de uma liga no Magic Online, confere ai !





quinta-feira, 13 de julho de 2017

Nosce te ipsum


Bom dia, meus caros amigos da Liga Arena!

Se há algo que me dá prazer nessa vida é escrever estas 8 palavras (além, é claro, de ouvir um bom pagode e jogar nosso maldito joguinho de estampas ilustradas mágicas). Porque isso indica que está na hora de mais um artigo chegar falando no seu cangote, cheirando à desodorante Avanço e com aquele bafo característico de coxinha de bar e guaraná Piracaia. E se essa introdução ainda não deixou suficientemente claro, eu sou o Élcio!

Nesta semana, eu estava cansado de fazer listas, então vim dividir com você um dos maiores aprendizados que eu tive em minha curta trajetória como jogador de Magic: The Gathering mais-ou-menos competitivo.

Eu não sou um exímio jogador, não entendo horrores sobre as regras do jogo e, muito menos, sou um bom deckbuilder. Mas, é certamente nesta última parte que jaz o aspecto do Magic que mais me entrete: criar decks. Elaborar uma estratégia consistente, entender os números e traçar sinergias entre as cartas é exatamente onde reside a maior parte do meu interesse sobre o Magic. E nesses últimos anos eu tentei montar todo tipo de deck que você possa imaginar: monogreen ramp, 5-colors fractius, UR aggro, jeskai control, jund death’s shadow, esper draw-go, esper midrange, UW control, esper tribal de espíritos, enfim... gastei um tempo enorme da minha vida tentando montar algo novo, ao invés de simplesmente coletar na internet uma lista que foi bem em um GP. Não porque eu ache que netdecking é certo ou errado, e este texto nem pretende tratar disso.

A grande lição que tirei destas pequenas aventuras foi a seguinte: entenda o que o seu deck faz. Parece óbvio, não? Mas para muitos jogadores iniciantes, e às vezes, até para jogadores que já tem um tempo de jogo, esse conceito de autoconhecimento não é muito sólido.
Por exemplo, vejamos esta lista:



Vou proteger a identidade do autor do deck, por razões óbvias.
O deck é o famigerado UB Mill. Não vamos discutir se UB Mill é bom. Não vamos tentar compará-lo com outros decks tier 1.

Vamos nos focar no que o deck deveria fazer, e no que ele não está fazendo: millar (Deus, eu odeio estrangeirismos) o oponente. O problema central deste deck, e de várias outras listas pelo mundo afora, é que ele não foca em sua estratégia central. Quando avaliamos matematicamente a lista, percebemos que nosso amigo está usando 15 feitiços que colocam cartas do topo do grimório no cemitério, e um pacote de 19 criaturas não tem nenhum propósito convergente para o fim do jogo, exceto talvez pelo esquisitíssimo Nemesis of Reason. E, não obstante, ele ainda aposta na improvável interação de AcademyResearchers com Eldrazi Conscription.

Percebem o erro?

O deck não converge para uma wincon consistente, mas sim tem vários planos B e nenhum plano A. É similar também o raciocínio de usar Consuming Aberration nesta estratégia: é uma criatura que cresce e cresce a cada spell..., mas você não quer uma criatura grande para dar porrada, você quer que o grimório do seu oponente acabe.

Sempre que tentamos desenhar um novo deck, portanto, temos que definir nossas metas, ou seja, temos que sentar e responder, em poucas palavras: como meu deck ganha?

Em cima disso, devemos elencar as cartas que nos levam para perto da vitória, seja isso através de muito dano na cara do oponente, através de controle e interação com a mesa até que minha Celestial Colonnade consiga atacar sem ser barrada, através de cantrips e tutores para completar meu combo ou Através da Brecha e PLAW! GRISELBRAND E BORBORYGMOS ENRAGED NA SUA CARA, PALHAÇO!

Desculpa.

Voltando ao deck do nosso amigo e amarrando meu argumento: o problema central da lista é que ela se apresenta na forma de um híbrido de control e mill, que, exceto em partidas extremamente esporádicas, não controla e nem milla. E é isso que você deve evitar quando decidir criar o seu deck, esta falta de foco. Se você quer controlar, controle. Se você quer dar porrada, use muitas criaturas fortes. Se você quer usar um combo ousado, tenha uma estrutura rápida que te permita achar as partes dele e protege-lo da interação do seu oponente até a vitória. E se você quer millar, aposte na sinergia de Hedron Crab com muitas fetchlands, usa várias cópias de Glimpse TheUnthinkable, copiando com Isochron Scepter ou Snapcaster Mage ou, até mesmo, siga aquela ideia absurda de Ghost Quarter 


seguido de Archive Trap. Existem muitas possibilidades de estratégias diferenciadas no Magic, basta entende-las e direcioná-las da maneira certa para que seu seja o melhor possível para você. E se você tem cartas na lista que não direcionam para lugar nenhum, é melhor tirá-las do deck e colocar outras mágicas no lugar.

E é isso aí, rapaziada. Espero que este amontoado de informações confusas e desconexas tenha dado alguma ideia boa a vocês, ou que pelo menos tenha rendido alguns sorrisos.

Um forte abraço e até a próxima semana!

Hm, no seu passe, raio na Birds.